Big Data: O que é e como funciona?
All for Joomla All for Webmasters

O que é Big Data? Como funciona?

A grande quantidade de dados produzidos é uma das marcas da era digital. A cada segundo, milhares de bytes são gerados por sistemas, softwares e aplicativos com várias funções.

Ao mesmo tempo, é comum que as empresas não saibam exatamente como lidar com esse intenso volume de dados. Tudo isso gera necessidades específicas, que requerem algumas soluções. 

Nesse ambiente, o Big Data surge como um dos conceitos principais. A seguir, veja do que se trata esse termo e entenda como ele funciona.

 

Afinal, o que é o BIG DATA?

O Big Data corresponde a um grande volume de dados, estruturados ou não, que têm influência direta no funcionamento do negócio. Pense, por exemplo, em um sistema de gestão empresarial (ERP). Podemos imaginar a quantidade de dados gerados pelas diferentes áreas de negócio – RH, Faturamento, Produção, Supply Chain, Vendas Direta, Vendas Digitais, Marketing Digital etc.

Por causa da adoção de tecnologia, é comum que as empresas sejam impactadas por grandes “pacotes” de dados todos os dias. Então, é preciso lidar com esses elementos para conseguir um resultado satisfatório.

De forma simples, o Big Data pode ser definido como um conjunto de dados muito amplos que precisam de uma ferramenta especial para aguentar tal volume que é encontrado, extraído e organizado, possibilitando uma análise ampla em um tempo curto.

BIG DATA: São grandes dados ou grande volume de dados?

O conceito de Big Data não é definido apenas pelo volume de dados. Seu conceito é definido por um pilar de 3 itens: volume, velocidade e variedade. Vamos entender melhor sobre cada um deles.

  • Volume: já percebeu que passamos a falar de Gigabytes para Terabytes e outros volumes. Anualmente, é contabilizada uma média de 40 mil exabytes de informação, que é um volume gigante de dados.
  • Velocidade: dependendo da sua percepção, 1 minuto pode ser considerado muito tempo. A maior parte dos projetos de BI (Business Intelligence) têm uma demora de até 1 dia para serem carregados. Porém, para muitos negócios, quanto mais próximo do tempo real for a análise, melhor para o negócio.
  • Variedade: quando falamos de Big Data, estamos considerando qualquer dado. Atualmente, temos a capacidade de capturar e analisar dados estruturados (que são os dados de bancos de dados) e não estruturados (podem ser arquivos Word, páginas de Internet/Intranet), texto, sensores, navegação web, áudio, vídeo, e outros.

 

Importância do BIG DATA

Como dito anteriormente, a importância do big data não tem a ver somente com a quantidade de dados que você possui, mas o que você faz com esses dados. Com esses dados você pode:

  • reduzir custos
  • economizar tempo
  • tomar decisões mais inteligentes

 

Quando o big data é combinado a inteligência analítica de alta performance, é possível realizar diversas tarefas corporativas como, por exemplo:

  • determinar a causa de falhas, problemas e defeitos quase que em tempo real.
  • detectar comportamentos fraudulentos antes que eles afetem sua organização.

 

Como funciona o Big Data?

Mais que apenas gerar e armazenar dados produzidos, é essencial usá-los para tomar decisões assertivas dentro do seu negócio. Sendo assim, é normal usar os recursos do Big Data para estruturar ações estratégicas. 

Para isso, as ferramentas usam um cruzamento de elementos em busca de tendências, oportunidades e correlações. Podendo, por exemplo, entender padrões de consumo, auxiliando a equipe de marketing e vendas.

É possível ir mais além do que buscar padrões de custos, previsibilidade sobre resultados e assim por diante. Então, funciona para ajudar as análises e aumentar o conhecimento da empresa.

Geralmente, a fonte do big data se encaixa nas categorias a seguir:

 

  • Transmissão de dados: fazem parte deste grupo, os dados que chegam nos sistemas de TI. Dessa forma, é possível analisar no momento em que chegam e, assim tomar decisões sobre quais dados manter e quais não manter e aqueles que precisam de uma análise mais profunda.

 

  • Redes Sociais: os dados analisados por meio das mídias digitais são um conjunto cada vez mais interessante, principalmente para o setor de marketing, vendas e suporte.
  • Fontes Públicas: são volumes de dados massivos que estão em canais públicos como dados do governo, da CIA ou União Européia.

 

Atualmente, é possível trabalhar com os mais variados tipos de dados, por conta disso, entende-se por dado, toda e qualquer informação desde banco de dados até fotos, vídeos, áudios e textos. Levando isso em conta, a premissa do Big Data diz que quanto mais você souber de um assunto, maior é a probabilidade de ter insights confiáveis e fazer previsões assertivas sobre o futuro do seu negócio. 

Por meio de programas, é possível que o sistema identifique padrões de forma muito mais rápida e eficiente do que um ser humano, fazendo com que o controle dos dados sejam cada vez mais eficazes.

 

Como armazenar e gerenciar

Existem hoje, opções de armazenamento de baixo custo que variam de acordo com a necessidade de cada negócio. 

Número de análise

É difícil que uma organização exclua dados de análises, isso só é possível por contas das tecnologias de alta performance. Uma estratégia muito usada é determinar antecipadamente, quais dados são relevantes antes de analisá-los, para que não seja feito um trabalho desnecessário, afinal, tempo é dinheiro.

Manuseamento de dados

Ao adotar tecnologias que ajudarão a tirar o melhor de suas análises, o big data começa a trabalhar a seu favor.

  • armazenamento barato e abundante
  • processadores mais rápidos
  • plataformas de big data open source distribuídas e acessíveis como o hadoop
  • processamento paralelo, clusterização, MPP, virtualização, alta conectividade e altas taxas de transferência
  • computação em nuvem e outros arranjos de alocação flexíveis de recursos

Quais as vantagens do Big Data?

Pensar em Big Data já não é uma exclusividade de grandes corporações ou de empresas de tecnologia. Trata-se de um negócio, uma tecnologia e uma análise que pode e deve ser aplicada em qualquer empresa que utilize o conhecimento a seu favor.

Os bancos de dados gerados a partir dos diferentes sistemas da empresa são utilizados para gerar mais conhecimento. Assim, dá para compreender quais são os pontos que devem ser trabalhados. 

Por estimular a construção de conhecimento, esse também é um elemento que favorece a tomada de decisão. Ao entender melhor qual é a relação entre os aspectos, fica mais fácil fazer escolhas condizentes com a estratégia.

O uso da ferramenta permite, ainda, planejar o armazenamento. Com a estruturação de dados, é possível definir o que é importante e o que pode ser eliminado, por exemplo. A partir desse aspecto, há um uso otimizado da disponibilidade de recursos de armazenamento.

 

O Big Data está cada vez mais presente na realidade das empresas de todos os tamanhos. Com ele, é possível utilizar os dados gerados pela tecnologia de forma melhor, o que garante um excelente desempenho na tomada de decisão.

Agora que você já sabe tudo sobre Big Data, e entende que a análise de dados é de extrema importância para a vida útil do seu negócio. Veja as opções de soluções que a BDA Solutions tem a oferecer.