Descubra como transformar a análise de dados em ideias criativas
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Os dados podem ser convertidos em valiosas informações pelos gestores. Mas nem sempre esta é uma tarefa fácil. Não adianta contar com um grande conjunto de dados disponíveis se não souber o que fazer com eles — você terá a matéria-prima, mas não saberá usá-la da melhor maneira.

Atualmente, muitas ferramentas tecnológicas permitem realizar uma análise de dados produtiva, que ajuda a direcionar o gestor para um rumo certo ou mais viável. Boas ideias podem gerar bons negócios. Neste post, mostraremos como transformar a análise de dados em ideias criativas. Aproveite a leitura a seguir!

Integre o BI aos sistemas

Uma boa ferramenta que ajuda a analisar dados é o BI, ou a Inteligência de Negócios, que otimiza a gestão e a análise dos diferentes dados que uma empresa pode coletar e armazenar através de outros sistemas, como o Big Data e CRM.

Na verdade, o Business Intelligence é um conjunto de metodologias, tecnologias, processos e estruturas que convertem um alto volume de dados em informações fundamentais para uma gestão eficaz. Sua finalidade mais importante é interpretar e analisar dados, contribuindo sobremaneira para identificar riscos e oportunidades.

Com o BI, fica mais fácil a tarefa de visualizar os dados e gerar relatórios oportunos, que ajudam a tomar decisões assertivas. O BI pode se integrar a diferentes setores e sistemas, promovendo assim uma avaliação detalhada de tudo que está disponível.

Aplique outros sistemas avançados de análise de dados

Além do Business Intelligence, há outras ferramentas que, a partir de seus recursos, permitem ao gestor desenvolver ideias criativas analisando os dados empresariais. As ideias dependem das informações, pois um gestor precisa de uma base para ter ideias.

Para ter esse alicerce, o gestor necessita de dados variados, de números, de estatísticas. Por isso, o analista de dados deve ser um profissional criterioso e dispor de ferramentas valiosas para otimizar seu trabalho. O mercado de softwares vem desenvolvendo inovações, muitas baseadas no BI e no Data Analytics, cuja finalidade é o exame minucioso dos dados brutos na tentativa de encontrar padrões que os correlacionem, facilitando sua análise, separação e divisão por categorias.

O Data Science é outro exemplo de tecnologia sofisticada destinada a promover uma análise de dados mais acertada e científica. Os recursos do Data Science usam matemática, estatística, programação, solução de problemas para captar dados com engenhosidade, efetivando limpezas, organizando e procurando também parâmetros que facilitem os insights do gestor. Os dados podem ser ou não estruturados.

Zele pela qualidade dos dados

O Business Intelligence pode extrair dados das mais variadas fontes, como as planilhas do Excel, dos balanços e dos balancetes, do ERP empresarial, dos relatórios referentes às vendas, das pesquisas de satisfação do cliente e assim por diante. Mas, para que esses dados sejam convertidos em informações de valor que gerem insights, eles precisam ser de boa qualidade, confiáveis, verídicos.

Nesse sentido, é necessário criar uma cultura de gestão de dados. Assim, cada funcionário ficará consciente da importância de efetivar uma boa administração envolvendo o arquivamento digital das DANFEs e todos os outros processos.

Verifique os resultados que causam impactos nas finanças

É fundamental observar atentamente as mudanças que causam impactos financeiros, como aquelas que atingem as receitas e as despesas, os prováveis riscos do negócio. Necessariamente, o foco para cada setor deve ser personalizado:

  • em relação ao marketing, deve-se analisar o ROI das ações promocionais, das campanhas através de e-mail e SMS, dos investimentos em redes sociais e blogs;
  • na área comercial, deve-se ficar concentrado no aumento das vendas e fazer comparações com períodos anteriores, bem como o incremento na carteira dos clientes e outras ações;
  • sobre os estoques, é preciso verificar as alterações no ponto de pedido, monitorar a taxa de perdas, analisar o estoque mínimo.

Uma análise de dados bem cumprida pode efetivamente proporcionar insights que serão a base de ideias criativas para otimizar seu negócio. O uso de ferramentas tecnológicas ajuda a tornar essa análise mais precisa e confiável.

Já que falamos na importância das mídias digitais para coleta de dados, aproveite e curta nossa página no Facebook.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *