4 dicas para apresentar dados de forma intuitiva
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A tomada de decisão informada é essencial para alcançar o sucesso. Quanto melhor for o entendimento sobre como agir, menores são as chances de erro e maiores são as probabilidades de conquistar os resultados desejados.

Paralelamente, a apresentação nem sempre é clara. É preciso simplificar a comunicação e isso é feito por meio das técnicas de visualização de dados. Assim, mesmo quem não for especialista tem a chance de compreender a informação.

Para saber como agir, veja 4 dicas para apresentar dados de forma intuitiva e reforçar a comunicação.

1. Selecione as informações mais relevantes

Revelar muitos elementos de uma vez não é a saída ideal. Mesmo que o software de Big Data forneça várias análises, trazer todas de uma vez pode não ser a melhor alternativa. Afinal, uma quantidade intensa de conhecimento aumenta o risco de ocorrerem confusões e dificuldades.

Por isso, o recomendado é selecionar o que será apresentado e o que é relevante. Às vezes, focar em um cenário micro é melhor do que abrir para o macro e cobrir todas as bases. Então, veja quais são as abordagens que realmente fazem sentido para cada necessidade.

2. Use os gráficos apropriados para melhorar a visualização de dados

Para apresentar dados de forma intuitiva vale a pena utilizar os recursos gráficos. Afinal, com a comunicação visual, é bem mais fácil transmitir os conhecimentos desejados.

Os gráficos são ótimos meios de plotar os dados e esclarecer a relação e a progressão. Há diversos tipos, como o de pontos, de dispersão, de barras, de pizza e assim por diante. Veja qual corresponde melhor às informações transmitidas para selecionar a opção adequada.

3. Utilize outros elementos visuais

Além dos próprios gráficos, é importante caprichar em outros aspectos visuais. Desse jeito, fica fácil apresentar dados de forma intuitiva sem correr o risco de que algo não seja entendido.

Isso significa, por exemplo, selecionar cores para cada conjunto de informações. Um gráfico colorido demonstra a evolução de números, especialmente quando há mais de uma sequência. Naturalmente, isso deve ser acompanhado de legendas.

Também é oportuno usar outras formas, como setas, indicações, comentários e tudo mais que deixar a mensagem clara. Assim, quem visualiza as informações tem a chance de entender tudo em menos tempo.

4. Considere a experiência para apresentar dados de forma intuitiva

Para completar, é fundamental pensar na experiência de visualização do conhecimento apresentado. Colocar-se no lugar da “plateia” é um jeito de criar elementos claros e que não deixam dúvidas.

Considere, por exemplo, que a leitura ocorre da esquerda para a direita. Então, vale a pena colocar o texto à esquerda e os gráficos no outro lado. Também é preciso seguir uma sequência lógica. Se houver uma grande estrutura de informações, faça com que as pessoas sigam caminhos fáceis para entender o que é dito.

Cuide, ainda, de questões como tamanho das fontes, contraste de cores, justificativa/relação das informações dispostas e assim por diante. Ao não deixar espaço para dúvidas, o resultado é favorecido.

Saber apresentar dados de forma intuitiva é fundamental para que todo o trabalho seja acessível. Com essas dicas, você consegue melhorar a visualização de um jeito direto.

Se você gostou das dicas e deseja aprender mais sobre soluções em análises de dados, siga nossa página no Facebook e acompanhe nosso blog!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *