Skip to content
espaços analíticos

Por que entender de Espaços Analíticos?

Os dados estão impactando nossa sociedade reformulando modelos de gestão e as estratégias de negócios. Eles fazem parte da nossa vida. No entanto, estamos tão imersos dentro da realidade tecnológica que muitas vezes não nos damos conta da quantidade de dados que geramos através dos mais diversos dispositivos.

A cultura data-driven é baseada no uso estratégico dos dados para auxiliar na tomada de decisões. Ela é o reconhecimento do poder que esses dados podem fornecer à empresa e pontapé de uma transformação da mentalidade da organização para não mais se basear em achismos e modelos tradicionais (e muitas vezes ultrapassados) de gestão. Para saber mais, confira as 5 dicas para implementação da cultura data-driven.

Sendo assim, podemos dizer que o uso inteligente dos dados é o trunfo para sua empresa se diferenciar no mercado competitivo e alavancar os resultados. Mas, essas informações precisam de um ambiente que estimule o seu uso eficiente e esses são os espaços analíticos.

Nesse artigo, vamos explicar o que são os espaços analíticos, como funcionam e trazer algumas dicas para seu funcionamento. Também vamos conhecer o processo de evolução  das empresas para uma cultura data-driven.

 

O QUE SÃO ESPAÇOS ANALÍTICOS?

Os espaços analíticos são lugares onde os dados podem ser compartilhados e as pessoas podem criar, experimentar, compartilhar e debater análises.

A ideia é tirar os dados do ambiente frio e “preso” dos bancos de dados e telas de computador individual, para um espaço compartilhado que estimule insights e boas análises.

Os colaboradores da empresa são peças fundamentais nos espaços analíticos, pois são eles quem vão dar vida para essa cultura. Então, os dados são a fonte primária, mas as pessoas são o verdadeiro centro do processo!

Os espaços analíticos são o pilar da cultura data-driven, pois são eles que vão estruturar a criação de um ambiente que utiliza os dados como base para suas estratégias.

Nesse cenário, as empresas precisam construir dashboards, frameworks e outros métodos de visualização que compilam os dados de forma fácil e possam apoiar os executivos e times de operação nas decisões.

Em modelos tradicionais essas informações chegavam nos tomadores de decisão através de relatórios que costumavam demorar até 1 mês para ficar pronto. Hoje, vivemos em tempos de mudanças constantes, as empresas não podem mais perder todo esse tempo. Afinal, os dados de 30 dias atrás podem já não ser os mesmos e progredir para uma decisão errada.

O uso ativo da informação, processamento e análise dos dados teve uma aceleração muito grande. Os avanços na tecnologia permitem que atualmente os relatórios sejam feitos em minutos.

É muito importante que as empresas se adaptem e façam bom uso dessa evolução analítica. Para isso, precisam facilitar a transparência e democratização da informação, eliminando barreiras e incentivando o engajamento dos times.

Os espaços analíticos devem promover o compartilhamento do poder de decisão, gerando um empoderamento coletivo do pessoal envolvido. O intuito é que se crie espaços de colaboração e criatividade para geração de insights estratégicos.

Por isso que se fala tanto em cultura, porque é preciso uma mudança de mindset por parte da gestão e de toda empresa. Não vai ser um treinamento ou um banco de dados em que a máquina joga dados e mais dados para os funcionários que vão fazer a transformação.

Um espaço analítico é uma iniciativa cultural que facilita a disseminação e evolução da maturidade data-driven. Vejamos agora algumas dicas para estimular a criação deles.

 

5 Dicas para construção dos Espaços Analíticos

1 – Ter estratégia

O grande volume de processamento e análise dos dados pode gerar uma ânsia das organizações em querer usar as informações. Informações em tempo real requerem análises estruturadas, não quer dizer que você deve agir instantaneamente. Essa pressão pode ser prejudicial. Toda decisão deve ser orientada segundo o objetivo de negócio da empresa e seguir uma razão estratégica.

2 – Estimular a colaboração

Como vimos, os espaços analíticos são formados a partir de pessoas. Por isso, é muito importante criar ações que incentivem o trabalho analítico e quebrar todo medo ou resistência que ainda possa ter ficado. As pessoas precisam se sentir estimuladas e confortáveis para tomar decisões em conjunto.

3 – Monitoramento

Sistemas inteligentes estão sujeitos a falhas e por isso é muito importante que os times fiquem atentos para em caso de qualquer problema corrigir rapidamente. Também é importante que as pessoas sejam avisadas quando algo está fora do normal.

4 – Ser gradual

Falamos sobre o quanto é importante ter uma mudança global da estrutura organizacional em sua forma de pensar e agir. Mas, é importante esclarecer que mudança de cultura não acontece do dia para noite.  A implantação da cultura analítica deve ser gradual para não criar espanto, medo ou repulsa dos colaboradores. O uso de dashboards e gráficos complexos deve ser moderado para não assustar. Lembre-se, a informação deve ser de fácil visualização.

5 – Agilidade

É preciso fazer também um monitoramento das decisões já tomadas de acordo com a realidade do dia a dia. Novas decisões podem gerar novos problemas. Por isso, as visões disponíveis na sala precisam estar em constante evolução para acompanhar a velocidade das mudanças nos negócios.

 

 EVOLUÇÃO DO DATA-DRIVEN

A tomada de decisão baseada em dados é algo novo e que as empresas mais tradicionais não estão acostumadas. 

Para maioria das organizações essa mudança exige uma evolução de cultura e uma jornada que pode levar anos. Sem adesão em todos os níveis, uma organização não pode se tornar verdadeiramente orientada por dados.

Para que as empresas se tornem data-driven elas evoluem em 5 estágios:

  1.       Resistente a dados (data-negation)
  2.       Curioso por dados (data-curious)
  3.       Ciente de dados (data-try)
  4.       Conhecimento de dados (data-safety)
  5.       Orientada em dados (data-driven)

 

1 – Resistente a dados

Essas são aquelas empresas resistentes a tudo que é novidade e vivem presas ao bloqueio das tradições, como “sempre fizemos assim”. Sabemos hoje que esse é o tipo de pensamento cego e que está fadado ao fracasso.

As organizações geralmente começam resistentes aos dados por vários motivos:  

  •         Os dados podem revelar problemas de desempenho ocultos
  •         Os dados podem destacar contribuições individuais que são politicamente difíceis
  •         Os dados podem minar a mensagem / marca
  •         Os dados podem mostrar que a organização tem uma estratégia desalinhada

Fazer a transição para fora da resistência aos dados é um esforço empresarial interno.  A decisão precisa partir de cima e ser estimulada aos demais colaboradores.

 

2 – Curioso por dados

São empresas que reconhecem a existência dos dados e que de alguma forma são importantes, mas ainda não começaram a fazer uso das informações.

Normalmente essas instituições se concentram na coleta de dados e muitas vezes são informadas sobre o valor potencial dos dados por meio de fornecedores ou sistemas como CRM, Google Analytics etc.

A transição de curioso por dados para ciente de dados vem de um desejo de desbloquear o valor dos dados que a empresa tem.

 

3 – Ciente de dados

Empresas com reconhecimento de dados e que trabalham para extrair qualquer tipo de valor deles. Elas se concentram na análise, mas ainda não tem uma organização clara sobre as informações e se atrapalham com as possibilidades infinitas que várias ferramentas oferecem para armazenamento, tratamento e combinação dos dados. A transição para conhecimento dos dados vem do desejo de fazer uso estratégico das ferramentas.

 

4 – Conhecimento de dados

A empresa experiente em dados percebe que o valor dos dados não é apenas tático, mas pode ser um ativo estratégico. Para isso, elas investem na coleta e armazenamento dos dados, pensando no uso inteligente deles para geração de insights.

Ela busca respostas internas na organização para explicar a razão dos fatos evidenciados pelos dados. Depois de entregar esses insights a primeira pergunta dos tomadores de decisão é: “Ok, então o que você vai fazer a respeito?”. Este é o gatilho para se tornar orientado por dados.

 

5 – Orientada em dados

A empresa data-driven combina dados, análises e percepções para solucionar problemas. Ela adota os dados como um recurso estratégico, que impulsiona todas as decisões importantes tomadas.

Nessas organizações cada reunião de planejamento começa com dados e nenhuma decisão é executada sem uma estrutura de governança para coletar e medir a decisão.

 

Conte com a BDA Solutions para te ajudar a montar o espaço analítico na sua empresa e melhorar o uso e armazenamento dos dados da sua empresa.

Continue sua leitura

Os desafios de implantar a Jornada de Dados!

Os desafios de implantar a Jornada de Dados!

Quando pensamos em Jornada de Dados, diversos comentários e perguntas são feitos pelos profissionais em nossas consultorias: Por onde começamos?…
Como Big Data e Data Analytics podem revolucionar a produção

Como Big Data e Data Analytics podem revolucionar a produção

A tecnologia mudou a forma como nos relacionamos com o mundo e como o interpretamos e o organizamos. Vivemos em…
Data Analytics e Agrobusiness: como implantar uma cultura data driven

Data Analytics e Agrobusiness: como implantar uma cultura data driven

Você já deve ter ouvido falar que hoje os dados são o principal ativo da sua empresa, certo? É verdade!…
Chamar no WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos ajudar?
  • Converse com nossos consultores!

    Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





    • Converse com nossos consultores!

      Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





      • Converse com nossos consultores!

        Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





        • Converse com nossos consultores!

          Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





          • Converse com nossos consultores!

            Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





            • Converse com nossos consultores!

              Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





              • Participe do nosso treinamento!

                Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!




                • Participe do nosso treinamento!

                  Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!




                  • Participe do nosso treinamento!

                    Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!




                    • Participe do nosso treinamento!

                      Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!




                      • Participe do nosso treinamento!

                        Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!




                        • Converse com nossos consultores!

                          Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                          • Converse com nossos consultores!

                            Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                            • Converse com nossos consultores!

                              Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                              • Converse com nossos consultores!

                                Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                • Converse com nossos consultores!

                                  Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                  • Converse com nossos consultores!

                                    Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                    • Converse com nossos consultores!

                                      Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                      • Converse com nossos consultores!

                                        Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                        • Converse com nossos consultores!

                                          Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                          • Converse com nossos consultores!

                                            Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                            • Converse com nossos consultores!

                                              Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                              • Converse com nossos consultores!

                                                Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                                • Converse com nossos consultores!

                                                  Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!





                                                  • Participe do nosso treinamento!

                                                    Preencha o formulário abaixo que nós entraremos em contato com você!